TTF Brasil - Notícias

Notícias de parceiros

  • Instituto Justiça Fiscal

    A Injustiça Fiscal da Política de Austeridade

    Austeridade é política de corte para satisfazer o mercado financeiro. Entrevista com economista Marcelo Milan. [Leia Mais]

  • Outras Palavras

    Dowbor: como as corporações cercam a democracia

    Como os chacais desafiam o funcionamento das instituições políticas e jurídica em busca de ganhos fartos. [Leia Mais]

  • Instituto Justiça Fiscal

    Despesas da Copa do Mundo

    Ministério Público do Rio Grande do Sul requer que Fifa e Internacional devolvam dinheiro gasto com estruturas temporárias da Cop [Leia Mais]

  • Outras Palavras

    Democracia e Capitalismo, divórcio definitivo

    Num livro que diz muito ao Brasil, Wolfgang Streeck expõe mecanismos que permitiram à aristocracia financeira controlar Estado e m&iacut [Leia Mais]

Arquivos de Notícia

Últimas notícias

  • 19.08.2016 - Gestos promove tuitaço por democracia econômica e em defesa do SUS [Leia Mais]

  • 04.08.2016 - Devo não nego, pago quando puder [Leia Mais]

  • 15.07.2016 - Gestos encaminha pedido de audiência pública para debater TTF no Congresso Nacional [Leia Mais]

  • 05.07.2016 - Projeto Robin Hood quer reduzir desigualdades [Leia Mais]

  • 04.07.2016 - A crise do capitalismo financeiro vai ao cinema [Leia Mais]

  • 22.06.2016 - Mastigando o Economês: Meta Fiscal e Dívida Pública [Leia Mais]

  • 06.06.2016 - Educação Política e Econômica, eis a nossa proposta! [Leia Mais]

  • 16.05.2016 - A Consistência dos Inconsistentes [Leia Mais]

  • 13.05.2016 - Os Panama Papers e a necessidade de monitorar o fluxo de capitais [Leia Mais]

  • 11.05.2016 - Os efeitos positivos dos tributos sobre transações financeiras (TTF) no Brasil [Leia Mais]

  • 03.05.2016 - IOF para compra de moeda estrangeira sobe de 0,38% para 1,10% [Leia Mais]

  • 02.05.2016 - Novo Marco Regulatório das ONGs assinado pela Presidenta Dilma é debatido no Recife [Leia Mais]

  • 20.04.2016 - TIRADENTES, PIONEIRO NA LUTA CONTRA OS IMPOSTOS [Leia Mais]

  • 14.04.2016 - Artigo - IOF: o que é e o que pode ser? [Leia Mais]

  • 29.03.2016 - Combater a sonegação também é fazer justiça fiscal [Leia Mais]

  • 28.03.2016 - Democracia e Direitos para uma Política Madura [Leia Mais]

  • 11.03.2016 - JUSTIÇA FISCAL E O LUCRO DOS BANCOS [Leia Mais]

  • 01.03.2016 - Com animação fica mais fácil de entender [Leia Mais]

  • 24.07.2015 - Terceira Conferência do Financiamento para o Desenvolvimento Desaponta e perde Ambição [Leia Mais]

Lucros do crime protegidos em paraísos fiscais

Órgão da ONU reconhece: centros financeiros de Dubai, Londres, Nova Iorque e Hong Kong, entre outros estão inundados de dinheiro sujo

O Diretor do Programa Anticrime do Departamento do Estado dos EUA, David M. Luna, falou no encontro anual da Sociedade Americana de Criminologia (ASC), ocorrida dia 17 de novembro em Chicago, sobre a crescente preocupação com os hubs financeiros ilícitos e a prestação de serviços legais e profissionais que facilitam a lavagem de dinheiro sujo. Citando o órgão para Drogas e Crime da ONU –UNODC–, falou que os empresários do crime escondem em estruturas legais, tais como empresas e fundações de fachada em paraísos fiscais, os lucros de suas atividades criminosas, que são então lavados por instituições do sistema financeiro global. Resulta que fluxos financeiros ilícitos estão inundando centros financeiros tais como Dubai, Londres, Nova Iorque, Hong Kong, Sidney e outros.

Pesquisa da UNODC de 2011 estima que US$ 1,6 trilhão foi lavado no sistema financeiro global, sendo cerca de US$ 580 bilhões ligados ao tráfico de drogas e outras atividades criminosas transnacionais. O diretor do órgão governamental citou, entre outros exemplos, o caso do Banco Wachovia, um dos maiores dos EUA, que em março de 2010 foi acusado pela Justiça norte-americana por não manter, intencionalmente, o programa anti-lavagem de dinheiro de maio de 2003 a junho de 2008, violando assim as leis de sigilo bancário. Nesse período, deixou de monitorar mais de US$ 420 milhões em transações financeiras que cruzaram fronteiras com casas de câmbio mexicanas de alto risco, inclusive milhões de dólares usados para comprar aviões para cartéis de drogas.



Comentar notícia ONU  Corrupção  Paraísos Fiscais  Bancos  Derivativos  

A campanha pelas TTF demanda uma taxa sobre as transações financeiras internacionais – mercados de câmbio, ações e derivativos. Com alíquotas menores que 1%, elas incidirão sobre um volume astronômico de recursos pois esses mercados giram trilhões de dólares por dia.

http://www.outraspalavras.net